Caso suspeito de varíola dos macacos é investigado em Santa Catarina
Imagem: Divulgação

O Ministério da Saúde informou que está investigando dois casos suspeitos de varíola dos macacos no Brasil: um no Ceará e o outro em Santa Catarina. Os pacientes estão isolados e em recuperação, sendo monitorados pelas equipes de vigilância em saúde. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (30).

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) confirmou que uma paciente de Dionísio Cerqueira, no Oeste catarinense, está sendo monitorada. Trata-se uma mulher de 27 anos com registro de internação hospitalar. O caso foi notificado na última sexta-feira (27).

Segundo a SES, ela apresentou os primeiras sintomas em 24 de maio, com o aparecimento de erupções cutâneas agudas pelo corpo, que foram acompanhadas de disfagia, mialgia, astenia, febre e linfonodomegalia. A paciente aguarda resultados de exames laboratoriais para outras doenças e segue em monitoramento pela vigilância municipal.

A investigação está sendo realizada pela Secretaria Municipal de Saúde, Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) de Santa Catarina, Laboratório Central de Santa Catarina (LACEN/SC) com apoio do Ministério da Saúde. Até o momento, não há confirmação de nenhum caso no estado.

Além dos dois casos divulgados pelo Ministério da Saúde, a Secretaria Estadual da Saúde (SES) do Rio Grande do Sul informou que um paciente com sintomas de varíola dos macacos em Porto Alegre passou a ser classificado como caso suspeito no estado. De acordo com a pasta, o homem, que é residente de Portugal e está em viagem à capital gaúcha.