Mortes por afogamento em áreas sem guarda-vidas acendem alerta na região
Foto: Corpo de Bombeiros

A área do 8º Batalhão de Bombeiros Militar (8ºBBM), com sede em Tubarão, registrou cinco mortes por afogamento em dez dias na região. Os casos acenderam um alerta entre os socorristas, principalmente porque eles ocorreram em áreas não protegidas pelo serviço de guarda-vidas.

O Corpo de Bombeiros reforça a orientação para que as pessoas evitem se banhar em locais desguarnecidos e procurem frequentar as praias e lagoas onde há o serviço de prevenção e salvamento pelos profissionais.

Nesta Operação Veraneio, o 8º BBM está presente com equipes de guarda-vidas em 37 balneários, incluindo praias e lagoas, distribuídos em 69 postos nos quatro municípios de sua abrangência: Jaguaruna, Laguna, Imbituba e Garopaba.

Nas praias, a orientação é que o banhista observe as condições do mar através da bandeira exposta no posto de guarda-vidas. Além disso, se ainda houver dúvida, o guarda-vidas irá indicar o local mais adequado para o banho de mar.

Os bombeiros reforçam ainda que, para um banho seguro, a água deve ficar na altura do umbigo. Outro ponto muito importante é não adentrar ao meio aquático depois de realizar a ingestão de bebidas alcoólicas, pois muitos afogamentos ocorrem desta forma.

Foto: Divulgação CBMSC

Mortes por afogamento

Nas últimas semanas, foram registradas cinco mortes por afogamento na região, sendo que a grande maioria delas ocorreram em locais onde não há o serviço de guarda-vidas. O primeiro caso aconteceu em 22 de dezembro, quando um adolescente de 17 anos se afogou ao tentar atravessar o rio a nado, em Orleans.

Na noite do último sábado (31), um homem de 41 anos morreu após se afogar em uma lagoa, no Balneário Copa 70, em Jaguaruna. O corpo do banhista foi localizado no início da manhã de domingo (1º).

Também no domingo, mais dois afogamentos foram registrados em dois pontos diferentes do Rio Braço do Norte. Um jovem de 19 anos morreu enquanto de banhava em São Ludgero e um adolescente também perdeu a vida em Braço do Norte após submergir enquanto nadava no local.

Uma quinta morte por afogamento é investigada na região. Na manhã do último sábado, o corpo de um homem foi encontrado praia do Porto, em Imbituba. A Polícia Civil concluiu que a vítima, de 42 anos, morreu por afogamento e estava na água há pelo menos dois dias. Ele era natural da cidade de São Paulo e morava sozinho no município.