Profissionais da Comissão de Transplantes do HNSC participam de fórum internacional
Foto: Divulgação HNSC

Profissionais da Comissão de Transplantes (Cihdott) do Hospital Nossa Senhora da Conceição de Tubarão (HNSC), estão participando de um Fórum Internacional do Sistema Nacional de Transplantes, realizado pela primeira vez no Brasil. O evento busca discutir os principais eixos do processo de doação e transplantes, bem como suas possibilidades de aprimoramento.

Nos últimos dois anos, por causa da pandemia, houve um aumento da fila de espera por um órgão no Brasil, tanto para adultos quanto para crianças. No segundo semestre de 2021, mais de 45 mil brasileiros aguardavam por um transplante.

Em Santa Catarina a realidade não é diferente. Em abril deste ano, quase 1,2 mil pessoas esperavam por uma doação, sendo que o órgão mais procurado, com quase 50%, é o rim, seguido pelas córneas.

No HNSC o trabalho de captação de órgão é realizado pela Cihdott desde sua implantação, em 2002. O grupo, formado por enfermeiros, médico, psicóloga e assistente social, é ligado diretamente à Central de Notificação de Captação e Distribuição de Órgãos de Santa Catarina e tem a função de realizar diariamente a busca ativa de possíveis doadores. Uma das tarefas é a realização da entrevista familiar após a confirmação da morte encefálica do paciente.

Segundo a enfermeira Regiane Pereira, este ano foram realizadas 12 notificações de possíveis doadores, seis deles não atenderam os critérios para doação de órgãos, então foram realizadas entrevistas com as demais famílias. 

“Sensibilizar a sociedade sobre o tema ainda é um caminho a ser percorrido, pois existe grande tabu e desinformação sobre a morte encefálica, o que leva muitas famílias a não concordarem com a doação após a morte do seu familiar. A conscientização da sociedade sobre a importância do “sim”, do aceite familiar, é crucial para os que esperam um órgão para viver”, explica.

Para a efetuação da captação, é essencial que o paciente tenha expressado aos familiares o desejo de ser um doador de órgãos.

Mais informações sobre a Cihdott e sobre o processo de doação de órgãos, você pode encontrar neste site.